Mande seu cãozinho para a cadeia! Prisão oferece serviços de petshop nos EUA

13/12/2017

11h13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As detentas que participam do programa conseguem um salário e aprendem uma profissão para quando deixarem a cadeia

 

Quem mora no estado de Washington, nos Estados Unidos, pode mandar o cãozinho de estimação para a cadeia. Não como punição, caso faça xixi no tapete da sala, mas para ele ficar bonitão. Isso porque a penitenciária feminina Washington Corrections Center for Women participa de um programa que transformou uma parte do local em petshop.

"É um lugar único e diferente, mas realmente funciona para os animais", afirmou a treinadora e cabeleireira de animais Teresa Gaethe-Leonard, que também está servindo uma sentença de 30 anos por homicídio, ao canal de TV "KING 5.

 

No total, 18 detentas participam do programa. O dinheiro arrecadado vai para as presas e para financiar o "Prison Pet Partnership". A ideia principal é reabilitar animais resgatados e treiná-los para que eles possam se tornar animais de auxílio a quem precisa. Após o treinamento, os cães podem ser adotados.

Além disso, as detentas conseguem um salário e aprendem uma profissão para quando deixarem a cadeia. "Esse programa de ajuda a levantar todos os dias", disse a presa Angela Ferguson. A detenta, também condenada por homicídio, recebe US$ 1,41 por hora e espera conseguir emprego na área quando sair da prisão.

Para Meirelles, saldo de empregos em 2017 segue positivo

No primeiro mês de vigência da reforma trabalhista, o País registrou fechamento de 12.292 vagas em novembro

Por Idiana Tomazelli, do Estadão Conteúdo

Meirelles, sobre geração de empregos: "a melhora em comparação a 2015 e 2016 é substancial e o avanço é cada vez mais rápido" (Adriano Machado/Reuters)

Brasília – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou em sua conta no Twitter que o saldo de empregos em 2017 segue positivo, “apesar de pequena variação negativa em novembro”.

“A melhora em comparação a 2015 e 2016 é substancial e o avanço é cada vez mais rápido”, disse o ministroNo primeiro mês de vigência da reforma trabalhista, o País registrou fechamento de 12.292 vagas em novembro.

 

 

 

 

 

No acumulado de 2017 até novembro, há uma abertura de 299.635 postos de trabalho com carteira assinada.A expectativa do Ministério do Trabalho é encerrar o ano com estabilidade na geração de empregos.Para 2018, é aguardada a criação de 1,78 milhão de novos postos formais, número que pode crescer com as novas modalidades de contrato aprovadas na reforma, segundo a pasta.​​​​​

Henrique Meirelles

✔@meirelles

Apesar da pequena variação negativa em novembro, o país segue com saldo positivo na criação de empregos formais em 2017. A melhora em comparação a 2015 e 2016 é substancial e o avanço é cada vez mais rápido.

14:16 - 27 de dez de 2017

Receita Federal liberou nesta quarta-feira (8) as consultas ao sexto lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2017. Este lote também incluirá restituições residuais de 2008 a 2016 e pode ser consultado no site da Receita. 

Por G1

01/11/2017 06h30 Atualizado 01/11/2017 06h30

Ao todo, serão pagos mais de R$ 2,9 bilhões para 2.428.985 contribuintes. Os depósitos serão feitos em 16 de novembro.

Desse total, R$ 107,8 milhões serão pagos a idosos e contribuintes com alguma deficiência física ou mental, que tem preferência em receber os recursos por lei.

 

Consulta

 

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve fazer a consulta no site da Receita. A consulta também pode ser feita pelo telefone 146.

A Receita também oferece aplicativos para tablets e smartphones, que permitem a consulta às declarações do Imposto de Renda.

O prazo para envio da declaração de IR 2017 terminou às 23h59 de 28 de abril. A Receita informou ter recebido 28.524.560 de declarações.

 

Malha fina

 

No fim do ano passado, a Receita Federal informou que 771 mil declarações estavam retidas na malha fina do IR de 2016 devido a inconsistências nas informações prestadas.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

 

Veja o passo a passo do extrato do IR

 

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora.

Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

Sou um parágrafo. Clique aqui para adicionar e editar seu próprio texto. É fácil.

SINDIPETSP - #juntosporumasócausa